"Nós, os monarcas, somos incontestavelmente constantes em um mundo em constante transformação. Pelo motivo de termos estado sempre aqui, mas também por não nos envolvermos na política cotidiana. Estamos informados das mudanças políticas que acontecem em nossas sociedades, mas não fazemos comentários sobre isso. É nisso que assumimos uma posição única. Nenhum dos outros monarcas europeus interfere na política."

Margarethe II, Rainha da Dinamarca

sábado, 26 de julho de 2008

O Futuro do Brasil está na Monarquia Parlamentarista.

Filhos do Sr e Sra. D. Antonio João do Brasil.

Muitos dizem que a monarquia não tem futuro no Brasil, que é um sistema político que pertence ao passado, que as atuais monarquias estão em decadência e que a evolução natural dos tempos fará com que sejam substituidas por repúblicas.

As repúblicas europeias são exemplos a ser seguidos, pois não se houve falar de corrupção, nem de classes privilegiadas, nem de nada que seja pejorativo para os respectivos países e sistemas políticos... No Brasil houve uma mudança de regime, porque se acreditava que essa mesma mudança iria melhorar substancialmente as condições de vida dos cidadãos.

Em verdade, isso aconteceu para alguns, mas não para todos. Vivemos anos de instabilidade, décadas de ditadura e ultimamente só se fala em reformas. Eu pergunto: será o regime político realmente determinante para a boa saúde da Nação, ou será que a culpa é dos brasileiros, independentemente de serem monárquistas ou republicanos?

Onde está o erro? Qual o melhor caminho a seguirmos para que sejamos um país próspero, que valorize o que é seu? Que recupere a sua auto-estima, perdida em anos e anos de sofrimento?

Acredito em uma Monarquia para o Brasil do futuro, acredito que um dia os brasileiros irão perceber as vantagens de termos uma família ao nosso serviço, em nossa representação internacional, na defesa dos nosso produtos, da nossa indústria, da nossa cultura e história.

Acredito numa Monarquia para o Brasil do futuro, porque ao contrário do que a maioria da classe política cogita, os brasileiros estão percebendo as desvantagens do Sistema Republicano Precidencialista.

Acredito piamente que a Monarquia seria o regime mais legítimo, justo e benéfico para o Brasil.

A nossa estimada Pátria viveu em Monarquia durante 60 anos! As épocas mais douradas e prósperas que o nosso país teve, foi precisamente durante o regime monárquico! Portanto, Monarquia para mim, é sinónimo de amor pela Pátria e de zelo e de apreço pelos Valores e Tradições da nossa Identidade Nacional.


Só um soberano tem o dom de unir todos os brasileiros porque descende da Família do Fundador da Pátria, descende de uma Família Tradicional e Conservadora que, acima de tudo, serve a Pátria, o seu Povo e zela pela cultura nacional, pela produção nacional e afins.

Qualquer nação cujo regime seja monárquico, não tem tantas despesas públicas como uma nação republicana! Os resultados estão à vista.

Estudos estatísticos e económicos idóneos revelam-nos que, de fato, um Presidente da República, sai mais caro ao Povo de uma nação, do que um Rei! Isto nos - faz pensar uma série de coisas e leva-nos a crer que, se o Brasil vivesse em Monarquia, os brasileiros só teriam a ganhar com isso e em todos os sentidos (económico, político, social, cultural, etc).

Seriamos mais felizes e viveriamos muito melhor do que vivemos! Os Brasileiros nossos antecessores que escolheram a República em 1889, têm alguma culpa pelo que estamos a passar hoje.

Isto é um problema de estrutura que encontramos no nosso Povo: falta de raciocínio lógico e de bom senso, falta de fluidez de ação, desleixo pelo que é seu e desconhecimento das coisas a que se tem direito, desinteresse pelas questões políticas nacionais, veneração pela globalização, idolatria pelo futebol, ausência de valores morais sólidos, falta de ambição e falta de preocupação com o futuro, etc...

Por tudo isto, não se avança para a frente!

Além das «deficiências» de estrutura do nosso Povo, temos outro problema que se refere ao regime político republicano no qual vivemos e que nos domina...Este regime também não nos ajuda em nada e constitui um bloqueio à prosperidade e ao progresso.

Portanto, escolho Monarquia para o Brasil, agora e sempre! 

Se pudesse exprimir a minha intenção num Referendo, era a Monarquia que escolheria!

Sou monárquista, amo a Pátria e todos os Valores e Tradições.

Compreendo em parte os erros cometidos no passado, e creio que pelo menos uma parte dos brasileiros se sinta ultrajado com as promessas republicanas que afinal ficaram por cumprir.

Brasil não acompanhou a evolução de outros países como da Europa e EUA , como todos infelizmente sabemos, e alguém deveria ser responsabilizado por isso. É realmente bizarro constatar que alguns brasileiros são notoriamente privilegiados e outros simplesmente explorados.

O nosso salário mínimo é uma vergonha se comparado com o de outros países, pessoas qualificadas não têm oportunidades de emprego, trabalham em outras profissões e fazem estágios gratuitamente para terem experiência profissional... 

Enfim, vivemos numa época em que é difícil ter esperança, quando afinal a crise ainda está por durar.

Mas, então, o que correu mal neste últimos 19 anos desde a constituinte de 1989? .

O que é que correu mal? Por que é que estamos sempre a fazer reformas e quem são os responsáveis pela situação do país? O brasileiro que trabalha e desconta ou quem gere as finanças públicas? Será que não há como descobri-lo? Ou não haverá interesse?

fonte: orkut

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. não admito palavras de baixo calão...

    ResponderExcluir